Miss Vicente Pires 2011 ou Mister Dirsomar Kadafi século XXI?

na foto, Dirsomar entrega flores para Barbara Ferreira da Silva (primeiro plano), terceira colocada no dia 26/02/2011,  que após recontagem dos votos ficou em primeiro lugar, a frente da candidata Laiane Araújo (segundo plano), que havia vencido o “primeiro turno”.

 Imagem original e reportagem:

http://noticiasdefato.wordpress.com/2011/03/12/confusao-na-escolha-da-miss-vicente-pires/

 Brasília, 18 de Março de 2011.

 

Bem, se fosse para definir o Miss Vicente Pires 2011 em uma só palavra, ela seria: 

POLITICAGEM

Vamos entender o processo…

O Miss Vicente Pires 2011 foi realizado dia 26/02/2011, sábado. Pergunta-se: por quê foi organizado em cima da hora, em cerca de 2 semanas? Simples, porque já estava marcada a eleição da ARVIPS para dia 27/02/2011, domingo, portanto um dia depois. Assim, o Miss Vicente Pires foi uma forma de chamar os moradores para votar na nova gestão da ARVIPS e dar um mínimo de credibilidade para uma associação que hoje em dia não passa de uma secretaria do PT em nossa comunidade, utilizando para isso o Dirsomar Chaves.

Ora, não foi enviado nenhum e-mail com o estatuto da ARVIPS e as formas de se montar uma chapa para concorrer à associação – e de antemão digo que não tenho interesse algum. O que reivindico é democracia. O fato de não divulgar como se dá o processo de disputa da ARVIPS teve uma intencionalidade: reeleger Dirsomar por mais 4 anos como presidente da ARVIPS num processo em que não se dá espaço para que os moradores sejam votados, apenas para que votem, ou seja, na eleição de 2014 teremos a ARVIPS como uma espécie de comitê de campanha de Dirsomar, que já usa o site da ARVIPS para divulgar seu blog pessoal, dentre outras coisas. O Miss Vicente Pires 2011 não foi nada menos que uma forma de enganar as jovens, colocando-as como se estivesse fazendo parte de um concurso, para fazer propaganda pra eleição da ARVIPS e outros oportunistas de plantão.

Para quem duvida disso, vamos aos fatos:

O concurso teve 12 candidatas inscritas, um número baixo para uma comunidade de 70.000 habitantes. De juízes, foram 9 (isso mesmo, 9), muitos deles sem nenhum envolvimento com Vicente Pires ou sequer com moda. Um dos que patrocinaram o evento, como o candidato a deputado distrital em 2010 pelo PSL, Alberto Meireles, ganhou cadeira de juiz e o nome de sua empresa anunciado de 5 em 5 minutos, enquanto as jovens assistiam em pé a politicagem.

Outro juiz do concurso foi um diretor da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Pensemos: o que um burocrata engomadinho da ANTT entende de Vicente Pires ou de moda para ser juiz do Miss Vicente Pires 2011? Isso é só uma prova de como o evento tornou-se um palanque político para oportunistas. Mas a lambança não parou por aí. Com a palavra, Celeste Liporoni, a Administradora de Vicente Pires:

“Nossa, estou impressionada, eu não imaginava que Vicente Pires tinha meninas tão lindas assim! vai ser difícil a escolha”

E pra quem achou graça ou raiva desse tipo de comentário desrespeitoso da Administradora de Vicente Pires com nossas jovens, qual não foi a surpresa quando ela disse que chamaria um dos juízes para subir ao palco e fazer um pronunciamento, mas iria escolher o juiz mais bonito. Bem, pela opinião das meninas que ali estavam e que arriscavam alguns gritos de “lindo”, quem deveria subir ao palco era um juiz que é modelo e cantor de sertanejo em São Paulo, mas a administradora Celeste achou por bem que esse negócio de beleza é algo socialmente construído e resolveu escolher talvez o que tivesse o pior fenótipo entre os presentes: o diretor da ANTT. Só podia ser armado! Ele já agradeceu aos presentes e não se constrangeu nem um pouco diante da risada do público, enquanto fazia a sua politicagem falando de tudo, menos de miss e de Vicente Pires. É mais um rostinho conhecido na eleição de 2014. Se tivéssemos num concurso de miss, jamais um diretor da ANTT teria subido ao palco, mas como o evento foi uma chamada providencial pra eleição da ARVIPS e para os candidatos a deputado distrital de 2014, então foi tudo dentro do planejado.

O início do concurso estava marcado para 19h00, mas só às 21h00 vimos as jovens entrarem pra desfilar. Os 3 quesitos em que as jovens foram julgadas foram: desfile, beleza e simpatia. O que não entendi é como que julgaram simpatia, se não foram feitas perguntas para as jovens, perguntas essas que não faltaram aos politiqueiros.

Como que se julga se uma candidata é simpática somente pelo seu desfile e beleza? Aliás, esse é um erro gravíssimo, pois na disputa da Miss DF essa é uma etapa em que a Miss Vicente Pires vai ter que passar, e poderia já estar mais preparada para tal. Se o tempo destinado aos oportunistas fosse dado a quem de fato pertence o concurso, às candidatas a Miss Vicente Pires, teríamos um concurso bem mais sério e pautado por questões técnicas, mas faltou profissionalismo justamente para atender aos interesses de promoção pessoal e política de Dirsomar e outros.

O mais revoltante é que a ARVIPS não dá nenhum tipo de explicação para a população de Vicente Pires. Em seu site só há mais do mesmo: propaganda do Dirsomar e da eleição fantasma pra ARVIPS, eleição de 4 anos, de fachada, só pra garantir o mesmo grupo na associação de moradores e fazer campanha pra reeleição de Agnelo ou para outro que o PT indicar.

A apresentadora do Miss Vicente Pires, Sabrina, moradora da comunidade, até tentou contornar alguns problemas, mas sempre esbarrou nos limites de um concurso que em nada se assemelhava a uma seletiva de Miss. As candidatas esperaram muito tempo, em pé, a contagem dos votos, até que perceberam que iria demorar e pediram pra que se retirassem pra trás do palco. Aliás, um dia após o concurso e, portanto, de contabilizados os votos, a ARVIPS pronuncia-se, de forma não oficial, que o programa utilizado para fazer a contagem dos votos errou! Como assim errou? Talvez se não tivessem 9 juízes, tendo que dar 3 notas cada um a 12 candidatas (o que dá 324 notas para somar) o resultado sairia mais cedo, mas a politicagem de Dirsomar fez questão de atrapalhar tudo.

Outra coisa: se o computador teve problema, porque só foram alteradas as notas das 3 primeiras colocadas? Quem disse que a última não foi a primeira? Pra ter transparência, uma cópia das fichas assinadas pelos juízes com as notas de cada candidata tem que estar disponíveis, pelo menos, para as próprias candidatas. Vai haver um pedido de desculpas formal da ARVIPS publicada no site ou vão abafar tudo?

Finalizando, fica a lição para que em 2012 haja mais profissionalismo por parte da ARVIPS, e que os critérios para a escolha de juízes não sejam de ordem econômica, de patrocínio, ou fisiologista, de proximidade com o GDF. Não se interrompe um concurso de Miss para ficar falando o nome de patrocinadores. Não se interrompe concurso de Miss para falar da importância que é ter fulano ou ciclano conosco. Não se interrompe concurso de Miss para se dizer que a eleição da ARVIPS vai ser amanhã!

Nenhuma jovem vai gostar de chamar sua família para vê-la num concurso de Miss e, ao chegar, perceber que montaram um circo para promoção de políticos utilizando sua imagem. Ainda mais políticos como Dirsomar Chaves, que poderia ser chamado, pela sua “eterna disposição de ajudar Vicente Pires”, de Dirsomar Kadafi, uma adaptação do ditador da Líbia que não sai do poder.

Faço votos de que no Miss Vicente Pires 2012 quem apareça sejam as candidatas e que os oportunistas deixem para falar suas asneiras e atrapalhar o sábado à noite das famílias de Vicente Pires somente em 2014, ou nem isso.

 

Anúncios

Sobre ayanrafael

Pedagogo, Mestre em Educação pela Universidade de Brasília e graduando em Serviço Social pela mesma universidade. Professor de Atividades da SEEDF (Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal).
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Miss Vicente Pires 2011 ou Mister Dirsomar Kadafi século XXI?

  1. ELAINE disse:

    LENDO ESSA MATERIA DEIXO AQUI MINHA INDIGNAÇÃO COM O MISS VICENTE PIRES 2012.
    AS CANDIDATAS QUE GANHARAM NÃO MORAM NA CIDADE DE VIVENTE PIRES.A PRIMEIRO LUGAR MORA EM BRASLANDIA E A SEGUNDO LUGAR EM RIACHO FUNDO E ATERCEIRO DESCUBRAM SE QUIZER.COMO PODE SER UM CONCURSO SÉRIO SE A PROPRIA ESC OLHA DAS CANDIDATAS PARA PARCICIPAR DO CONCURSO NÃO OLHAM ESSE QUISITO.ENTÃO DEVIA CHAMAR OUTRO NOME O CONCURSO E NÃO MISS CINTE PIRES.
    ESTIVE NO CONCURSO ONTEM E VI QUE TA TUDO ERRADO.TEVE UMA CANDIDATA(KELLY)QUE MORA EM VICENTE PIRES MUITO LINDA QUE NÃO FICOU NEM ENTRE AS 5 FINALISTAS.
    TEM QUE ALGUEM FAZER ALGUMA COISA.A TORCIDA TAVA IMENSA PARA QUE ELA GANHASSE E ELA NÃO FOI NEM CLASSIFICADA ENTRE AS 5.
    TEM COISA ERRADA.DESSE GEITO AS MENINAS QUE REALMENTE MORAM EM VICENTE PIRES NEM VÃO QUERER PARTICIPAR EM 2013.
    DEIXO AQUI MINHA INDIGNAÇÃO.DIRSOMAR O QUE ESTA ACONTECENDO?

    Curtir

  2. JOAO PAULO disse:

    DE;JOAO PAULO

    PALHAÇADA ESSE CONCURSO.
    MISS VICENTE PIRES SO NO NOME POR A CANDIDATA QUE GANHOU MORA EM BRAZLANDIA.SERA QUE VICENTE PIRES NÃO TEM GAROTAS BONITAS OU ESSE CONCURSO JÁ É PROGRAMADO QUEM VAI GANHAR?
    A SEGUNDO LUGAR MORA NO RIACHO FUNDO.
    PRA MIM ISSO TUDO É UMA FARSA.

    Curtir

  3. Pingback: E a Miss Brasil desse ano é… branca! | Blog do Professor Rafael Ayan

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s