Orçamento Participativo DF: posse de delegados(as) de Vicente Pires!

vista aerea vicente pires RA 30   Vicente Pires

Oi pessoal,

Informo que a posse dos(as) delegados(as) do Orçamento Participativo eleitos(as) por Vicente Pires será no próximo sábado, 04/06/2011 às 15h00 na ARVIPS (Associação Comunitária de Vicente Pires), localizada em frente à Escola Classe Vicente Pires, abaixo da Feira do Produtor.

Fui eleito delegado na área Educação, Desenvolvimento Social, Esporte e Lazer. Para acompanhar todas as atividades referentes ao Orçamento Participativo do DF nos meses de junho e julho, baixe a planilha de atividades clicando aqui!

As 5 propostas aprovadas* nessa área pelo grupo de trabalho foram:

  1. Construção de escolas de Ensino Fundamental e Médio e Reconstrução da Escola Classe Vicente Pires¹;
  2. Construção de creches²;
  3. Construção de uma Escola Técnica e um pólo universitário³;
  4. Construção de uma Vila Olímpica pública para atividades esportivas e culturais, com biblioteca comunitária; e
  5. Construção de quadras poliesportivas descentralizadas, com aparelhos de academia, pista de skate (half-pipe), pista de cooper e ciclovia, organizados de forma sustentável no espaço.

* não necessariamente com essa redação, mas assim que receber o documento posto aqui no blog, pois agora só lembro vagamente delas.

¹ Professoras da Escola Classe Vicente Pires reclamaram de que não conseguem suportar a grande demanda local em tão poucas salas de aula e, ainda, que existe um número grande de estudantes do Ensino Médio que se desloca para fora de nosso bairro por não termos escolas desse nível de ensino. Reclamaram ainda das condições físicas da Escola Classe Vicente Pires, informando que no Governo Arruda foi feito uma reforma na escolas, mas somente pintaram as paredes e pioraram o telhado, que era de telha colonial, que refresca mais o ambiente, e colocaram um teto de amianto, que é uma produto altamente prejudicial à saúde e esquenta muito.

² essa foi uma proposta que coloquei e fiz questão que permanecesse, pois além de ser um fator de desenvolvimento social, é importante por dar às mães condições para trabalhar, assim com o marido, incentivando um papel de protagonismo das mães e possibilidade de independência financeira e tomando o espaço público também com área de atuação política. A creche tem toda essa importância para as mães.

³ Pensando melhor posteriormente, acho que a redação não ficou muito boa, pois a ideia era vincular Vicente Pires à um pólo da UnB, que pudesse trabalhar o tripé Ensino, Pesquisa e Extensão em ações de formação profissional, capacitação de jovens para atuar como agentes comunitários de saúde e educação ou pesquisas sobre o meio ambiente. Da forma como ficou aprovado, parece que solicitamos um local onde várias faculdades se instalariam em Vicente Pires, mas não é isso.

⁴ Essa foi outra proposta que coloquei, justamente porque reforça uma vontade da comunidade já aprovada na Pré-Conferência de Cultura de Vicente Pires em 18/03/2011. Para conhecer essas propostas, clique aqui. Os colegas do grupo de trabalho solicitaram que se colocasse, também, uma biblioteca comunitária no local, que ficasse aberta aos finais de semana, integrando educação e cultura. Outra alteração para a proposta original aprovada na Pré-Conferência é que essa Vila Olímpica deveria ser construída na chácara que hoje se encontra no cruzamento da rua 5 com a 8, e eu acho isso muito agressivo. Uma coisa é o governo, juntamente com a Administração de Vicente Pires e ARVIPS, conversarem com o dono da chácara para saber se há o interesse em receber uma indenização para que a área seja uma Vila Olímpica ou outra coisa qualquer. Outra coisa são os próprios moradores de Vicente Pires aprovarem em uma Pré-Conferência de cultura uma proposta agressiva que interfere na propriedade de um morador, e não estou aqui pra defender o direito a propriedade da mesma forma que os capitalistas fazem, mas não estamos tratando de um latifúndio mas sim de uma chácara.

⁵ Como o Taguapark acaba atendendo mais a demanda dos moradores da parte de cima do Vicente Pires, a maioria da população, principalmente a juventude, acaba por ficar sem ter um espaço onde interagir. Por isso a criação de espaços descentralizados de esporte e lazer, atendendo um maior número de pessoas e não somente os que moram próximos às quadras. Os locais teriam um circuito integrado de ginástica e zelaria pela sustentabilidade, por exemplo, com coleta seletiva e arborização. A proposta inicial era a de que houvesse ciclovia e pista de cooper em todas as ruas, mas devido à dinâmica de nossa cidade, isso é impossível, pois haveria várias interrupções da pista por causa de entrada de veículos para condomínios ou lotes comerciais, o que iria prejudicar a atividade física dos praticantes. Daí pensarmos em um local em que não houvesse essa interrupção, que seriam essas quadras.

Informarei nesse blog todas as ações referentes aos encaminhamentos dados pelos(as) delegados(as) de Vicente Pires no que tange ao Orçamento de nosso bairro. Fiquem de olho!

Abraços.

Anúncios

Sobre ayanrafael

Pedagogo, Mestre em Educação pela Universidade de Brasília e graduando em Serviço Social pela mesma universidade. Professor de Atividades da SEEDF (Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal).
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s